• Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

Sabe-se, atualmente, que a produção de queijo é uma arte antiga. Mas não se conhece, no entanto, o início exato da sua produção. Segundo uma famosa lenda, o queijo teria sido descoberto por Aristeu, Rei da Arcádia, em um período conhecido como paleolítico superior há mais de 12 mil anos atrás.

 


No que se diz respeito as questões geográficas, por exemplo, os egípcios foram um dos primeiros povos a usar o queijo como fonte de alimentação, seguidos de perto pelos gregos que incorporaram o queijo ao seu cardápio. Mas coube ao Império Romano o papel de difundir o queijo mundialmente. Durante a expansão de seu território, os romanos trouxeram diversos tipos de queijo à Roma e elevaram suas qualidades, transformando-o de um simples alimento para uma iguaria nobre, presentes em grandes banquetes imperiais. 


Durante a Idade Média, a higiene envolvida na fabricação do queijo atingiu seu ponto mais alto: algumas ordens religiosas ganharam respeito e reputação por causa da qualidade dos seus queijos, que eram submetidos à rígidas regras de higienização. Mas nesta época, a fabricação de queijos finos e novas receitas era restrita apenas aos monges católicos. Foi apenas no século XIX que o consumo do queijo atingiu um patamar mais elevado, graças a pasteurização. E sua produção que, até então, era artesanal passou a ser industrializada. Com decorrer dos anos, o queijo evoluiu até os que conhecemos hoje, um produto com amantes espalhados pelos quatro cantos do mundo.

outras curiosidades

2.jpg
intolerancia a lactose